/  Domingo  21 de Julho de 2019
  Menu Principal
     Página Inicial
     Região
     Mapa da Baixada
     Bares

  Guia da Baixada
     Hotéis
     Restaurantes
     Passeios
     Shopping Centers

  Utilidade Pública
     Hospitais
     Aluguel de Carros
     Ache Tudo
     Bancos/Agências

Esporte

Surf
Santos - berço do surf brasileiro

Santos - o melhor lugar para começar
Santos - berço do surf brasileiro


Muita gente não sabe, mas o surf brasileiro começou em Santos, na década de 30, com as primeiras ondas surfadas na praia do Gonzaga. Os primeiros surfistas do Brasil - Jua Suplicy Hafvers, Osmar Gonçalves e Silvio Malzoni, - introduziram o esporte em 1938, surfando no Canal 3 em pranchas de madeira ôca. Apesar de não apresentar ondas excepcionais (veja os melhores picos mais abaixo), Santos mantém a liderança e o pioneirismo quanto à formação e treinamento de novos atletas, sejam eles iniciantes ou veteranos.

Santos mantém o melhor programa de treinamento
O IST - Integral Surfing Training é o mais completo e personalizado programa de treinamento e condicionamento físico para surfistas. É uma iniciativa da Unipran, e agrega surfistas famosos, como Picuruta Salazar, Andrew Serrano, Marcos Quito e Adriano Teco. O programa melhora a performance do atleta dentro d'água com muita musculação, power yoga e big remada. Também inclui palestras e orientações na área nutricional e fisiológica. Está aberto a qualquer interessado - mais informações pelo tel. (13) 3222-8890.

Santos é pioneira novamente com a criação da Universidade da Prancha
Pioneira no surf brasileiro, Santos inova mais uma vez com a criação da UNIPRAN - Universidade da Prancha, curso de pós-graduação do Centro Universitário do Monte Serrat. O curso, o primeiro do mundo chancelado por instituição de ensino superior, capacita e credencia pessoas formadas para atuar na área do surf e outros esportes com prancha, como o skate, snowboard e wakeboard. Entre os pontos focados estão oceanografia, fisiologia do exercício, nutrição, treinamento de força, periodização de treinos, shape, yoga aplicada, salvamento aquático, biomecânica, psicologia esportiva, marketing e ecologia. A UniPran, fica na Rua Comendador Martins, nº 119 - Vila Mathias. Mais informações na Unimonte: unimonte.br


Escola de surf desenvolve trabalho sério

A Escola de Surf da UniPran é voltada para atletas dos 9 aos 90 anos, que querem aprender a surfar ou aprimorar suas técnicas. O curso, ministrado por surfistas qualificados, como Luke Franco e Luiz Neguinho (campeão brasileiro de 82), e professores de Educação Física, é ministrado no centro de treinamento da Unimonte e nas praias da região. Os alunos aprendem fundamentos de surf, de pranchinha e longboard (os pranchões), técnicas de remada, natação e mergulho, análise de estilos, treinamentos físicos especiais, yoga, além de visitar fábricas de pranchas. Também há uma parte teórica sobre fisiologia do exercício, nutrição, primeiros-socorros e salvamento aquático, e noções de oceanografia, meteorologia, biologia marinha e ecologia. Mais informações na Unipran pelo tel. (13) 3222-8890.

Prefeitura de Santos mantém escola de esportes radicais

No Posto 2 da orla da praia funciona desde 1992 a Escola de Esportes Radicais, para quem quer aprender a prática de surf, bodyboard ou longboard. A escola tem posto avançado junto ao Quebra-Mar, no José Menino, onde as ondas são melhores para a prática do esporte.
Mantida pela Prefeitura, a escola tem a coordenação do surfista Cisco Aranha e atende cerca de 1.600 alunos. As aulas são gratuitas e divididas em 3 estágios: básico (5 meses), intermediário (5 meses) e avançado (1 ano). E ainda tem horários especiais para atender idosos e deficientes físicos.
A escola promove competições internas, cursos de shape e reparos em fiber-glass. Já formou muitos alunos e alguns deles se destacaram em campeonatos estaduais ou nacionais: Almir Rogério e Giovanni Ferrante no surf e, no bodyboard, Martina Bocazzi, Camilla Ventura, Montinho, Fred Polack, Gustavo Prado e Nildo de Souza.
A matrícula independe de idade ou do fato de saber nadar ou não, bastando apenas fotocópia da carteira de identidade e 2 fotos 3x4. Mais informações pelo tel. (13) 3251-9838. 
  
 
Quando o swell de sul entra com muita força, as ondas chegam a quebrar por toda extensão da orla, causando ótimas formações. Também nas ressacas o mar se enche de pranchas. Santos apresenta alguns picos mais constantes:
 
 Cheias no Canal 1  

A mais ou menos 100 metros do quebra-mar (emissário submarino) se formam ondas direitas e esquerdas cheias.

Quebra-Mar
Localizado no Emissário Submarino fica o principal e mais constante pico da cidade, pois o quebra-mar ajuda a alinhar as ondulações que vem do sul, formando boas direitas do lado esquerdo do Canal, junto às pedras. Apesar de serem cheias, quando estão com boa formação, as ondas são longas e permitem várias manobras. Quando entra um grande swell de sul, as ondas quebram em frente ao Quebra-Mar com bom tamanho. Por ser um dos únicos picos que acontece com swell pequeno e pouco vento, o Quebra-Mar é local de treino e de encontro dos surfistas locais. Nos dias de mar bom é possível assistir a um show de surf, com vista privilegiada de cima do Emissário, de vários surfistas de nível internacional, entre eles os irmãos Salazar (Almir e Picuruta - lendas vivas do esporte) e a nova geração encabeçada por Renatinho Vanderley e companhia. O surf continua até a madrugada, pois o local recebeu iluminação especialmente para permitir o treino de quem trabalha durante o dia.   
 
Canal 2
Apresenta direitas e esquerdas que variam de 2 a 5 pés, mas é um pico pouco constante, que precisa de um bom swell para funcionar.

Canal 6
Localizado na Ponta da Praia, perto da entrada e saída do porto. Quando vem uma grande ondulação do sul que provoca ondas acima de 6 pés nos outros picos, aí quebra uma onda tubular que varia em torno de 1 metro de altura.

Praia do Itararé
A principal praia da cidade de São Vicente tem bancos de areia alinhados e é ideal para longboards. Com um bom swell de sul e algum de sudeste se formam longas direitas.

Porta do Sol
Localizada entre a Ilha Porchat e a Praia Grande, na Barra de São Vicente, é protegida da maior parte dos ventos e tem correntes fortes, que podem dificultar o posicionamento. É local para surfistas mais experientes e longboards. Este é um pico que quebra poucas vezes durante o ano, com swell de sudeste ou leste, mas as ondas podem chegar a 12 pés. Mais para fora, bancadas de areia provocam a formação de paredes longas e ótimos drops. Os momentos mais indicados são quando as correntes estão mais fracas. 
 

Itaquitanduva
Fica em S.Vicente, depois da Ponte Pênsil (em direção à Praia Grande). É pico muito procurado por surfistas locais quando o mar está pequeno na região. Tem fundo de areia e pedras e swell de leste, com ondas de 2 a 6 pés. O acesso é a pé, por trilha. Já houve assaltos, por isso, evite ir sozinho e leve apenas o que for preciso (se possível, vá com alguém da área).
 

 

Fonte: viva santos


Quebra mar - Santos


Surf


Quebra mar - Santos


Itaquitanduva


Itaquitanduva


Quebra mar - Santos



Atalhos da página
Editar Ver imagens no álbum.
Editar Imprimir esta página.
Editar Mandar link para um amigo.

Compartilhe esta página

Backsite Serviços Online
Há mais de 15 anos, o Backsite vem compartilhando as melhores soluções.

Rede Social Corporativa e-Solution Backsite